11.6.17

Olá a todos (poucos, mas bons!) leitores. Sois muito fiéis.

Lamento dizer-vos que tornei-me em alguém que come muito fora, e cozinha pouco. Faço agora mais bolos que nunca (já vos disse que podem contratar-me para bolinhos?) mas tendo uma enorme tábua do Ikea por cima do meu fogão (como isto), pouco uso dou aos tachos. Uma tristeza, eu sei.

Mas, cheia de entusiasmo, hoje voltei a cozinhar! Fiz um arroz carolino muito simples, usando os conselhos da Sako:
lavar o arroz três vezes, demolhar 30 minutos. Colocar água no tacho, num rácio 2:1 em relação ao arroz. Salgar a gosto. Quando a ferver, juntar o arroz escorrido (os grãos deverão estar translúcidos e não brancos como no início). Deixar ferver, sem tampa, por 5 minutos (cuidado, lume brando caso contrário terão uma piscininha em vez de um fogão limpo). Desligar o lume (deixem-me falar assim), e tapar o tacho por 10 minutos. O arrozinho irá cozer no próprio vapor. E depois destapar e soltar com o garfo. Gosto muito do arroz assim, e penso muitas vezes em comê-lo com ovo, molho de soja e furikake, inspirem-se aqui. E também, vejam o Ivan Orkin a falar disto no  seu episódio do Chef's Table.

Bom, depois do arrozinho, um estufadinho de feijão (ele diz que é Mexican Style mas eu nunca sei. Quando é "portuguese style" é sempr euma grande treta). É simples e muito saboroso - aconselho.

Depois fiz bolinho de banana e bolinho de limão e sementes de papoila da Deb. E ainda assim, fiquei com gemas e claras no frigorífico.. (spoiler: estive a fazer bolo para 120 pessoas).

E pronto, é tudo. Bye bye.

No comments: