9.12.15

Fiz uma bolo de tâmaras na semana passada, com algumas alterações (como seria de esperar):
não tinha licor de laranja, substituí com sumo de laranja (como sugerido nos comentários). Por engano, submergi todas as tâmaras picadas no total de um copo de sumo de laranja e depois usei esse mesmo sumo no bolo. Não usei açúcar escuro (nem tinha melaço em casa) mas sim açucar amarelo de cana. Não fui tão generosa nem na noz-moscada nem no cravinho com receio que fosse demasiado dominador. E, naturalmente, usei as nossas nozes em vez das pecan. O resultado é impecável, um bolo húmido e algo denso (Ah!, usei farinha 55 do pingo doce), muito saboroso e não demasiado estranho.

E experimentei finalmente a massa com iogurte, cebola caramelizada e pecorino. Oh, maravilha!

Quero só lembrar um bolo que a Nocas fez, um red velvet (2 c. de cacau em vez de 1) com frosting de quark (em vez de mascarpone) e queijo creme. Três camadas de bolo, e frosting a intercalar. Coberto de framboesas e mirtilos. 

No comments: