11.8.15

Bolos e soba noodles.

Quase dois meses sem cá escrever. Estadias prolongadas das mulheres mais bonitas que conheço, um festival de verão em terras minhotas e uma preguiça extrema para matérias de cozinha, tudo isto resultou numa ausência de quase de dois meses.

 Por mais que as tenha lavado, as minhas mãos teimam em cheirar a cravinho. Estive a fazer um bolo de pêssego (que estará pronto dentro de 10/15 minutos). O bolo é este, simples (o Verão assim o pede) e fragrante. Como é habitual, fiz pequenas alterações à receita: ao contrário das senhoras do Food52, eu descasquei os pêssegos (a acidez da casca incomoda-me). Não tinha noz-moscada para juntar aos pêssegos (cá entre nós, o frasco estava fora de prazo a um ponto vergonhoso) e em vez disso usei canela, gengibre seco moído e cravinho (não me perguntem as quantidades, foi a olho, mas asseguro-vos que o cravinho foi um nadinha). No fim de misturarem tudo o que é ingrediente não-seco, a mistura vai talhar. Não se preocupem, juntem os ingredientes secos e tudo retomará ao normal. Acabei de tirar o bolo do forno e parece-me promissor!

Ontem à noite decidi cozinhar só para mim. Fiz soba noodles com sementes de sésamo, legumes ralados e shiitake. A receita é esta. Os legumes que usei foram: couve-rábano e cenoura ralados, pimento verde fatiado e uma malagueta verde picada finamente. Usei limão em vez de lima e, como não sou rica, usei shiitake secos quqe tinha no armário (estes foram hidratados em água muito quente, fatiados e praticamente fritos em azeite até ficarem bem crocantes). Estava um mimo e eu quis dar um abraço a mim própria como gesto de gratidão.

Os soba noodles. Acho-os lindos e, por isso, merecedores de uma foto.

Cá está a minha versão da sesame noodle salad. Sem legumes congelados do Pingui.


Na quarta-feira passada, quando o meu computador teve um AVC, fiquei também eu perto de sofrer um e pensei cá para mim "Matilde, precisas de um bolo". Sem manteiga em casa e com um desejo doido por chocolate, depositei toda a esperança na internet. A Nigella, essa Deusa, salvou-me o dia (aliás, salvou os vários dias em que andei a comer isto): um bolo de azeite, chocolate e farinha de amêndoa. Bom, logo no primeiro passo em que era suposto obter uma "almost paste" com chocolate e água fervente, a coisa estava mais próxima de água com chocolate que propriamente uma "pasta". Com fé em Deus e total ausência de bom senso, dupliquei o chocolate em pó e ainda juntei um resto de chocolate negro que tinha já aberto. Agora sim, temos uma "almost paste". Como não tinha farinha de amêndoa, arrisquei 120g farinha de avelã e 30g de farinha Branca de Neve. Ah!, não tinha bicarbonato de sódio em casa, por isso, foi omitido. O horóscopo deste mês apregoa um mês maravilhoso para o signo de Touro e este bolo é prova disso. Servi com gelado de baunilha.

Como podem imaginar, depois disto estava bastante mais calma.

No comments: