22.2.15

Ao fim de 20 dias, vim dizer olá!

Nas últimas duas semanas tentei, por duas vezes, fazer gnocchi. Não funcionou: em ambas ocasiões fiquei com um puré que, tão envergonhada, levei ao forno a tostar, tentando salvar aquela mistela.
Da primeira, preenchida de confiança, tentei o Rolled Gnocchi Stuffed with Porcini. Fiquei com o puré mais saboroso que alguma vez provei. Da segunda, pensando safar-me às custas da sabedoria da Julia Child, fiz o seu Cheese Gnocchi com patê roux, cheia de dedicação. Foi a mesma merda. Se alguém tiver uma receita infalível de gnocchi, para alguém tão inapto como eu nestas matérias, que partilhe, por favor.

No fim-de-semana passado, como tive hóspedes cá em casa, repeti o bolo de azeite e maça do Ottolenghi. Mais uma vez, sem maple syrup nem açúcar castanho no frosting, ao invés, pus mel e melaço de cana. Nunca falha!

Hoje, domingo, o santo dia em que toda a gente cozinha e põe fotos no facebook, olhei para umas curgetes redondinhas que comprei no Pingui e decidi recheá-las. Fiz o seguinte:
Cortei o topo e, com aquelas colheres de fazer bolinhas de melão, retirei o interior. Salguei ligeiramente o interior da curgete e levei-a ao forno a 180ºC, coberta com folha de alumínio, até que esta cedesse ao picar do garfo.
Piquei a polpa da curgete juntamente com uma cebola pequena nova. Na frigideira, aqueci um pouco de azeite, nele derreti um filete de anchova (que me sobrou da putanesca) e alourei 1 dente de alho bem picado. Adicionei a polpa da curgete e a cebola picada, e deixei os líquidos evaporarem. Adicionei uma colher de sopa de concentrado de tomate, e temperei com sal (cuidado porque a anchova é bastante salgada), pimenta e uma colher de chá de pesto (ou então basílico seco ou fresco). Depois olhei para a prateleira e mirei os cogumelos porcini secos: aqueci no micro-ondas meia dúzia numa taça com água até hidratarem, piquei-os e juntei à frigideira com o resto do recheio. O que importa aqui é ter a mistela mais saborosa! Entretanto, tirei a curgete do forno, meti lá para dentro esta papa, parti um ovo no topo e cobri-o com 2 colheres de sopa de parmesão ralados. Mais sal, pimenta e um fio de azeite e, pimbas, forno novamente. Quando me pareceu lindinho, papei. Acompanhei com salada de rúcula, tomate, queijo de cabra e tâmaras, com vinagrete de Dijon e mel.

E, já agora, fica aqui uma receita de bolo vegan  da Catarina Fontoura:

Vegan 'Fudgy' Blueberry Almond Cake 

3 tbsp of soaked chia seeds (which act as eggs in bidding)
4 tbsp of buckwheat flour
1/2 tea spoon baking power
1/2 tea spoon baking soda
1 mashed banana
1 handful of blueberries
200 g of coconut oil or soya spread
1 tbsp os linseed oil
6 tbsp of date syrup (sweeten to taste)
1tsp of almond essence
50 g ground almond
50 g ground hazelnut 
Mix everything together and bake until is cooked through but still a bit gooey in the middle. Top up with coconut milk yogurt cocoa flavoured (the creamy topping really makes a massive difference!!).

No comments: