4.2.14

Retomando a vida

depois de dias encarcerada em bibliotecas por demasiadas horas, a comer coisas que não lembram nem ao menino Jesus. Ressalva só para ao dia em que cheguei às 23h a casa e tenho um restinho de risotto de shitake no frigorífico:
escalfar um ovo (4'30'', envolvido em película aderente (caguei nos 5' em vinagre mais "furacão" de H2O para não perder a forma)), pôr por cima do risotto (muito aquecido no micro-ondas; às 23h uma tipa precisa é de coisas quentes), ralar parmesão e salpicar pimenta moída na hora. Comer, à colher, encostada ao balcão da cozinha porque esta merda é tão boa que não comer na hora é pecado.

Das coisas de que falei na semana passei, experimentei a Shakshuka, é bom, barato e quentinho. Só precisei de comprar a harissa (as sementes de cominho já por cá andavam), tudo o resto é tretas do frigorífico. Também digno de nota, o ceviche de camarões com as chips de tortilla (fiz com pão pita que tinha no frigorífico, cortado a meio para ficar mais fino), uma boa opção para entrada. A meio da semana também se fizeram amêijoas à bulhão pato!

Ah!, e experimentei a salada de couve também do Kinfolk Table. Esta é fácil por isso fica já aqui:

1 couve coração (ou lombardo, ou as duas que foi o que usei) cortada muito fininha (tirar primeiro as folhas velhas), pôr numa taça bem grande. Noutra taça, fazer o molho com: 2 a 3 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto, duas de chá de Dijon, 1/2 cup de azeite (usei menos), 1/4 cup de sementes de sésamo tostadas (podem tostar na frigideira), sal e pimenta. Emulsionar bem (ir adicionando o azeite em fio, sempre a mexer) e juntar à couve. Já está! (Servi isto com o risotto de shiitake, do qual um dia faço um post dado que é um prato que faço recorrentemente, e o frango da Barbra Kafka).

O que quero fazer em breve:
Um rolo de carne cheio de vegetais e queijinho;
salvar um jantar com uma taça de millet (quinoa é muita cara), espinafres, ovo e sriracha (que comprei há uns dias e estou morta por usar);
ou então impressionar a Ana com um belo lombo de bacalhau e chouriço (não consigo evitar rir-me);
outro salmão giro Maple Sriricha Roasted Salmon;
fazer Hoisin em casa e arriscar neste entrecosto;
ainda na temática Sriracha: Sriracha-Glazed Chicken

e já chega por agora!

Update: fui ao Pingo Doce, encontrei bacalhau fresco em promoção, acho que foi fazer isto. E lá também há mexilhão a 1.50€, acho que é hora de fazer qualquer coisa da secção mussels do Silver Spoon!

No comments: