14.1.14

No domingo comprei o The Silver Spoon

e inaugurei uma época gastronomicamente promissora (com este livro em mãos, como poderia ser?). Em casa de uns amigos queridos, fizeram-se lulas recheadas. Estas são umas lulas muito bonitas que se comem em três dentadas:

Squid Stuffed with Shrimp (Calamari Ripieni as Gamberetti)

This recipe comes from the Italy's most beloved cookbook, The Silver Spoon, in print in Italy since 1950 under the name Il cucchiaio d'argento. Mangia bene! 
  • 1 potato unpeeled
  • 4 large squid, cleaned
  • 11 ounces cooked shrimp, peeled and chopped
  • 2 egg yolks, lightly beaten
  • 4 tablespoons olive oil
  • 1 garlic clove
  • 4 tablespoons heavy cream
  • 1 cup bottled strained tomatoes
  • 1 fresh flat-leaf parsley sprig, chopped
  • Salt and pepper

METHOD
Cook the potato in salted, boiling water for 20–30 minutes until tender, then drain, peel and mash with a potato masher. Cook the squid tentacles in salted, boiling water for 3 minutes, then drain and chop. Combine the mashed potato, tentacles, shrimp and egg yolks in a bowl and season with salt and pepper to taste. Spoon the mixture into the body sacs of the squid, being careful not to overfill them, and secure with toothpicks. Heat the olive oil in a large skillet, add the garlic and cook for a few minutes until browned, then remove and discard it. Add the squid to the pan and cook over low heat for about 30 minutes. Stir the cream into the strained tomatoes, sprinkle with the parsley and pour the mixture over the squid. Heat through briefly, then serve.




Notas: lá em casa havia 9 lulas pequenas, frescas e limpinhas. Eu levei bom camarão (praí 15 granditos) que estavam
à espera de algo assim no canto do meu congelador. Usaram-se duas gemas e 2 batatas. A receita foi seguida com 
atenção, descurando um pouco as quantidades. Saíram perfeitas (mas aviso já que rechear lulas pequenas é uma tarefa 
árdua de dedos).
Cá em Portugal o heavy cream é inexistente (tem 45% de MG em vez dos nossos normais 35% MG das natas mimosa) 
e a passata é um conceito meio longínquo, então ficámo-nos pelas lulas assim sem molho. E não é preciso mais nada, 
são mesmo muito boas!

No comments: