18.12.13

Baking & Ranting

Fez-se o Gingerbread Cake:
i) encontrar melaço foi uma odisseia, consegui o último frasco em stock numa loja de suplementos alimentares refundida no Norteshopping (depois de correr todo o Continente em busca disto, e olhem que gastei 1.20€ de metro para lá ir!). No dia seguinte, encontrar a mesma porcaria à venda numa loja frente ao trabalho.
ii) depois de fazer a massa do bolo (e dizer mal da minha vida enquanto moía cravinho à mão (quis marcar uma posição e mandar o cravinho moído da Margão à fava)), apercebi-me que a minha forma de bolo era simplesmente gigante para a quantidade de massa (cenas de quem é n00b na cozinha). Saiu-me um bolo com dois dedos de altura, odiei o mundo. Amaldiçoei o Continente, a forma, a receita, o homem que me segredou um piropo nojento na rua (e a quem berrei de volta), a merda que pisei no passeio horas antes e os ovos que parti quando estava já a 50m da porta de casa. Odiei o mundo e ataquei o bolo. E, foda-se, é fabuloso! Façam esta merda, sofram (mas sofram menos que eu!), e comam. Partilhem com as pessoas de casa ou o people do trabalho ou os amigos, não quero saber. Eu irei partilhar de novo, desta vez com o caramelo por cima.

Na mesma noite, fiz o pito da Kafka e, oh, como era lindo tão douradinho no forno. A Ana entrou na cozinha e disse-me "oh, é frango à paneleiro!", e ela tinha razão. Pito paneleiro. Acho que é o meu preferido.

Fiz também uma sopita rápida e saborosa (ainda a aprender os basics nisto da sopa) com 500g de abóbora, 2 cenouras, 1 curgete média, duas mãos cheias de ervilhas congeladas. Sal a gosto. Bem passadinha com a varinha mágica.

De seguida (não me julguem doida, tudo isto é justificado por um almoço de Natal no dia seguinte) fiz uma mousse de lima, ridiculamente fácil e eficiente: 1 lata de leite condensado, 2 pacotes de natas para bater (35% de gordura), 4 limas espremidas. Misturem tudo e ponham no frigo. Já 'tá.

Por fim, os spring rolls que vão ao forno! Os meus foram recheados com 1/4 de couve branca, 2 cebolas fatiadas finamente, 4 cenouras raladas. Saltear tudo com um pouquinho de óleo vegetal, sem sal. Fazer um molho com 8 colheres de sopa de light soy sauce (a diferença face ao dark é que o primeiro é de sabor mais intenso e salgado ao passo que o escuro é usado quando é necessária coloração na comida e não tanto sabor), 1 colher de sopa e meia de óleo de sésamo, o sumo de uma lima, dois alhos ralados, 1 colher de chá de açúcar amarelo (o das caipirinhas) e pimenta. Ajustem se necessário a doçura (açúcar), acidez (lima) ou base (light soy sauce) se acharem demasiado intenso. No entanto, não se esqueçam, este molho é para misturar com legumes salteados não temperados. Estender as folhas de arroz e fazer os rolinhos como aqui diz. Depois é só pôr numa travessa de ir ao forno, dar um sprayzinho de azeite e forno muito quente! Nota: mesmo antes de irem ao forno, estes coisos são muita bons.

No comments: