1.10.13

A Lasanha de ontem

Sou realmente péssima a escrever receitas, descrevo tudo em vez de enumerar. Sejam perseverantes e mantenham-se comigo, esta vale a pena:

500g de carne de vaca picada, sem gordura

1 colher de sopa de manjericão
1 colher de sopa de orégãos
1/2 de sopa de tomilho
1 colher de chá de piri-piri
1 colher de chá de alho em pó
1 knorr natura de vegetais (eu sei, é batota mas, vá, tinha pessoas esfomeadas à minha espera)
4 folhas de louro
um raminho de salsa (a gosto)

1 cebola picada
3 ou 4 dentes de alho picados
300g de cogumelos portobello fatiados
1 alho francês grande em rodelas
1 beringela quase defunta que estava no frigorífico

1 lata de tomate picado (as pequenas do PD)
1/2 frasco médio de pasta de tomate
100ml de tinto alentejano
50ml de Porto
50ml de molho de soja escuro

400mL de leite (acho eu, foi a olhómetro)
Farinha a olho
Noz moscada, pimenta, sal, louro

Brie e requeijão

Num grande tacho (realmente grande, não façam como eu e não caiam no erro de usar um médio na esperança de que tudo caiba (não vai caber)) deitei um bocado de azeite, estoirei a cebola e quando ela ficou transparente juntei o alho. Juntei a carne toda e selei-a, aí temperei com as ervas (orégãos, tomilho, piri-piri, louro), sal e pimenta, e envolvi tudo. Juntei os vinhos e deixei ficar 5 minutos até que os sumos estivessem quase evaporados. Verti a lata do tomate, o meio frasco de pasta de tomate e o caldo knorr (Deus perdoa-me), envolvi. Mais uns 5 minutinhos e aí juntam-se os legumes. Como faltava um pouco de sal e estava ácido (natural do tomate), juntei o molho de soja. Como é uma quantidade tão grande de coisas, o sabor difunde-se e acerta. Bom, e agora é deixar sem a tampa, em lume médio, tudo ali a fazer o amor. É suposto este recheio ficar sequito porque não queres um piscininha de lasanha.

O béchamel foi despojado de manteiga e foi feito algo semelhante só com leite, farinha e os temperos habituais. Num tachinho deixas o leiete atingir a fervura e pões em lume brando, peneiras a farinha à medida que mexes e temperas. Vai juntando leite e farinha até teres a quantidade e a consistência pretendida. Cuidado para não deixar isto ferver senão queima tudo e não queres molho castanho. Para eliminar grumos passas com a varinha mágica ou então num coador (à moda antiga).

Agora, numa travessa de tamanho adequado e anti-aderente, dispões as placas de lasanha (usei das de massa seca) e colocas uma resma de mistela da carne e cobres com um pouco do "béchamel". Mais uma camada de placas, carninha e mais placas. Béchamel on top e depois QUEIJO! Desta vez a Ana trouxe Brie que foi cortado em fatias (com a crosta porque fica mesmo crocante quando vai ao forno), desfizemos um requeijão, e pusemos estes dois queijos sobre a lasanha. Um fio de azeite, orégãos, pimenta e forno! 170ºC, pões a travessa a meio do forno para não queimares o topo da lasanha, 30 a 40 minutos (vai provando a massa a ver se está cozida).

Devo dizer que tanto eu como os meus convidados, e até o tupperware em que levei a lasanha no dia seguinte, todos ficaram muito satisfeitos!

No comments: