17.7.11

Apontamentos culinários para não esquecer

O melhor arroz (e também o mais simples)
1 copo de arroz basmati, lava-lo umas 3 vezes, é suposto ficar mesmo soltinho e seco no fim de cozer. Aquecer um bocadinho de água até ferver, 2 canecas no máximo, 1.7 seria o ideal.
Numa panelinha, azeite no fundo, uma colher de chá de cominhos em pó, 1 folha de louro, 1 colher de chá de mostrada Dijon (ou sementes de mostarda) e um pouquinho de piri piri (ou uma malagueta sequinha, sem sementes). Deixar no azeite em lume brando e mexer, quando ouvir o estoirar da mostarda é tempo de deitar o arroz lá para dentro. Envolver e deixar 1 ou 2 mins o arroz e o azeite tipo amigos forever. Deitar a água quente por cima, lume brando!, e tapar. ao fim de 12 mins está prontinho. Não tem nada que saber, só tem que comer.

Super sopa, super boa
2 cebolas, 3 batatas, 2 cenouras, um gigantesco tomate coração de boi (pelado), tudo para dentro da panela. Deitar a água por cima (até cobrir os legumes e mais um bocadinho), deixar cozer. Passar com a varinha mágica, temperar com sal a gosto. Depois, couve cortada em juliana e feijão verde ou espinafres, o que preferirem, lá para dentro. Deixar cozer, deitar 1 fio de azeite (generoso!), e mais 2 minutos a cozer. Pimenta se quiserem. Prontinho e quentinho.

1 comment:

tiagolessa said...

epah, tenho de experimentar este arroz!